terça-feira, dezembro 11, 2007

Bolas do dragão

Este título até podia ser alusivo ao FCP que acabou de se apurar para a Liga dos Campeões, mas não, vou mesmo falar do DragonBall.

Não sei se já vos disse que o considero os melhores desenhos animados desde que inventaram os desenhos animados, no mundo dos desenhos animados. Mas se não vos disse: são mesmo os melhores desenhos animados de sempre. Ficam a saber também, que cresci a fazer lutas no recreio da escola. Escusado será dizer que levava sempre porrada, não por culpa do Vegeta nem do Trunks, que eram as personagens que eu encarnava qual Linda Reis encarna a Lady D. A culpa dos tareões que apanhava era da minha constituição fisica (ou falta dela), que até hoje se mantém (devo ter engordado uns 3 kilos desde a primária). Mas continuava a lutar, e não era por masoquismo, era porque eu encarnava as personagens de tal maneira que acreditava que quem estava a levar porrada era o Vegeta ou o Trunks, não eu. Mas era muito divertido. Foram tempos giros. Tempos que assistia àqueles 30 minutos de episódio, em que 10 eram a repetição do episódio anterior. Que saudades.

Mas não é para recordar a minha infância que vos escrevo, nada disso, não vos daria um lixo tão grande. O objectivo deste post é dissecar algumas coisas que passados estes anos não fazem sentido, mas quando era petiz aceitava sem contestar (na verdade ainda hoje aceito, mas para me armar em esperto vou levantar umas questões que me parecem vergonhosas).

- Coraçãozinho de Satã. Muito bem é um nome a roçar o fofinho, querido, um nome que raparigas que ainda não têm pelos púbicos dariam ao seu peixe, ou ao filho da Barbie. Eu não acho mal o nome ... mas c'os diabos, dar esse nome a um poderoso demónio verde que tem a capacidade de regenerar tecidos, tem uma voz rouca parecida com a do Tom Waits e que no ínicio era mauzão, parece-me no minimo desrespeitoso.

- A voz do Tartaruga Genial. Eu acho que aquela voz só faria sentido se ele estivesse constantemente na casa de banho, não a masturbar-se a pensar na Bluma, mas na sanita... sentado ...

O nome deste personagem também me parece um pouco desadequado, afinal estamos a chamar Tartaruga ao mestre do Kameámé. Parece-me mal. Mais respeito pelo velhote não fazia mal a nínguem. Se quisessem atribuir o nome de algum animal ao velho rebarbado, que fosse Coelho Genial...

- A relação duvidosa entre o Ten-Tchin-An e o Chaos. Uma relação que na altura me parecia de uma amizadem extrema, agora parece-me uma relação a roçar a pedofilia.

- Bubu. Sem dúvida que o gorducho foi o mauzão mais giro de todos. Mas vamos lá ver, ele era cor-de-rosa e tinha ar de peluche, como é que é possivel criar uma imagem tão fofa para um ser altamente maléfico. Muito bem que o Bubu trinca-espinhas tinha um ar mais maléfico e tal, mas o gordinho se era para existir nunca devia ter sido mau.

Vou explicar porque é que nunca encarnei o Bubu:

1- Era absolutamente contra o cor-de-rosa

2- Nunca poderia ser o gordinho, porque eu não tinha um ar fofo

3- Também não podia ser o magrinho, porque era mais magro que ele, e não tinha aquele ar feroz

4- E esta é a principal razão: porque na altura estava de férias, e parecendo que não, os meus avós ainda lutavam pior que eu... e lutar com vegetais, lutava com uma couve ou um nabo de vez em quando...



Poderia estar aqui a escrever mais inquietações, mas cairam-me alguns dedos devido ao frio, e escrever só com dois dedos, parecendo que não, cansa.

DragonBall marcou a minha vida, e se não marcou a vossa ... deviam ser marcados agora com um cinto de cabedal.

APC

1 comentário:

mim disse...

Eu gostava dos episódios em que aparecia a navegante da lua... Mas pronto ainda em relação a essa série (sim verdadeiramente marcante) isso também gostei do outro personagem... ou outro... o amigo do Dragon Ball... o coiso... enfim gostei mto.