sexta-feira, fevereiro 02, 2007

Rui Costa

É quase doentia a falta de imparcialidade por parte dos comentadores de futebol, hoje em dia. É um facto que, como seres humanos, têm a sua preferência clubística e é dificil passar 90 minutos ( e ás vezes mais ) sem soltar qualquer tipo de euforia. Até porque ainda há jogos entusiasmantes.
Bom, o título deste post é Rui Costa, e é sobre ele que vou falar agora. O que é uma coisa rara os títulos, neste blog, coicidirem com o conteúdo do post.
Sem dúvida que o Rui Costa é um dos grandes jogadores portugueses de todos os tempos, é um 10 magistral tendo uma visão de jogo e um passe fora do vulgar.
Como todos sabem, agora aos 34 anos, regressou para o seu clube do coração, o Benfica,tem jogado e já marcou, para além das assistências para golo que fez.
A questão é que, com 34 anos e com a lesão que teve, o Rui Costa já não tem a genica que tinha em tempos. Isso é visivel, nínguem contesta, até o benfiquista mais fanático.
Acontece que os senhores comentadores sempre que o "maestro" toca na bola, têm 3 ou 4 orgasmos desfazendo o Rui Costa de elogios, apontando qualidade técnica a um passe falhado, a uma finta mal sucedida, a uma intrecepção defeituosa... e é aqui que acho que há uma necessidade enorme de justificar a vinda so Rui para o benfica. Faça ele o que fizer, está bem feito.

Qualquer dia ouve-se um relato parecido:

Comentador: E ai está, Rui Costa muito atrasado no terreno a jogar quase a central, magistral este posicionamento em campo, de facto Rui Costa tem muita classe... Petit atrasa para Rui Costa que se atrapalha e marca na própria baliza. Magnifico o autogolo do maestro, dos melhores auto-golos de todos os tempos.

ou então:

Comentador "Paulo": ... pareceu-me ver Rui Costa agarrado á barriga...
Comentador "Jorge": desculpa interromper Paulo.. foi mesmo á minha frente, e ele estar agarrado á barriga tem uma explicação, ele tá com gases Paulo. E deixa-me adiantar desde já, que são os gases mais maravilhosos que alguma vez alguem teve no futebol português. Cheiram bem e chegam a ser melódicos, não fosse ele o Grande Maestro.


Quero voltar a frizar que aprecio o Rui Costa, embora jogue num clube que não é o meu. Ele não precisa que o elogiem ao acaso.

APC

3 comentários:

BD disse...

"aquele arroto saiu mesmo das entranhas"

"mas e um doce som de um magnifico arroto vindo de um magnifico jogador que sempre que pisa o campo parece pisar algo semelhante ao melhor do céu que Deus beijou e abençoou"

Parece-me bem!

OD disse...

Desculpa, vim aqui parar e não posso deixar de comentar este post.
Eu amo o Rui, costumo dizer que é o "meu Rui" segui-o em Italia, fui lá ver um jogo(o dinheiro não me deixou mais), estive lá com ele, etc etc...
Eu fico felicíssima por ouvir os comentadores fazer esses comentários, mas tens razão, não precisam estar a elogiar sempre que ele toca na bola, acredito(acredito que tu também) é difícil não elogiar aquelas jogadas e aqueles passes, a culpa não é do Rui!

OD disse...

Claro que não disse que o Rui é culpado!! E tambem me chateia quando estão a elogiar coisas que não são elogiaveis...
Eu vim aqui parar atravez do blog do Filipe Homem Fonseca :D
Ps. O Glorioso é o maior clube do mundo, e mais rico de Portugal :P ahahah(gargalhada maquiavelica)