quarta-feira, agosto 01, 2007

Eu quero

Corria o deprimente ano de 2005, quando conheci o autor de Teses do Neo-Depressivo, que me foi apresentado por dois amigos. Nesse mesmo dia, notá-mos que tinhamos uma coisa em comum: a demência, no sentido saudavel da coisa, e resolvemos fazer uma bricandeira O TRACKES. O Trackes, era um blog que não fazia sentido nenhum, rigorosamente nenhum. Ora bom, a demência dos 4 membros passou a barreia do saudável e o blog acabou, se bem que ainda está on-line. Reencontrei-o hoje e fiquei impressionado com a nossa paciência na época, com tudo aquilo que inventamos, com os conceitos que se hoje falarmos deles ainda nos lembramos, por exemplo um personagem que pensei fazer sentido: O Vitor, aquele tipo que era o único leitor do blog. As centenas de coments que fizemos aos nossos próprios posts, uma coisa maravilhosa.
Tive a le-lo e fiquei com uma vontade louca de me envolver num outro projecto ( chamo projecto áquilo que me dá prazer fazer )non-sense como o Trackes. Sei que há impedimentos para nos voltarmos todos a juntar, e ainda não falei com eles sobre isso, provavelmente não querem saber e eu sou o mais puto deles que sente necessidade disto, mas pronto. Vou tentar, e quais Pink Floyd vou ver se nos conseguimos juntar.
Porque meus amigos, há tanta coisa que tem que fazer sentido que acaba por não fazer, acho isso frustrante, por isso uma postura 100% non-sense é a solução. Prometo que vou pensar nisso. Não que vos interesse, mas foi um desabafo.

APC

3 comentários:

Shark disse...

meu caro amigo e mano se quiseres juntar novamente por mim estas a vontade eu entro em tudo...fica bem mano e um grande abraçao

Flip disse...

yap. tens razao! foi 1 desabafo.....=P fica bem

BD disse...

Bons tempos bons tempos...

da minha parte olha... e só dares um sinal